google-site-verification=21d6hN1qv4Gg7Q1Cw4ScYzSz7jRaXi6w1uq24bgnPQc

CARRIE - A ESTRANHA NO CINEMA


Carrie é um romance epistolar de terror do autor estadunidense Stephen King. Foi seu primeiro romance publicado, lançado em 5 de abril de 1974, com uma primeira tiragem aproximada de 30.000 cópias. 2 anos depois, uma das melhores adaptações de um livro do autor para o cinema foi lançada. O que veio depois foi esquecível, mas o filme de 1976 é uma obra prima. 

Conheça os filmes:



Nesta adaptação do romance de Stephen King, a quieta e sensível adolescente Carrie White enfrenta insultos dos colegas na escola e abuso em casa de sua mãe, uma fanática religiosa. Quando estranhos acontecimentos começam a acontecer em torno de Carrie, ela começa a suspeitar que tem poderes sobrenaturais. Convidada para o baile da escola pelo autoritário Tommy Ross, Carrie tenta relaxar, mas as coisas tomam um rumo sombrio e violento.


Há vinte e três anos a telecinética Carrie White foi humilhada em um baile no seu colégio. Carrie foi tomada de um ódio tão intenso que imaginou que todos debochavam dela, quando na verdade apenas alguns a estavam humilhando. Usando seus poderes paranormais, ela fechou as portas e incendiou o ginásio, matando todos, com exceção de Sue Snell (Amy Irving). 
Em 1999, a situação começa a se repetir, quando Rachel Lang (Emily Bergl), a meia-irmã de Carrie que também telecinética e menosprezada por seus colegas, está prestes a ir em um baile sem que ninguém tenha idéia de seus poderes. Entretanto, Sue Snell, que agora conselheira da escola, desconfia que Rachel tem o mesmo dom de Carrie e teme que uma tragédia similar possa acontecer, tentando inutilmente advertir Rachel sobre isto. Paralelamente, alguns alunos do colégio planejam para a noite do baile algo que Rachel nunca vai esquecer, sem imaginar que eles vão morrer antes que esta mesma noite termine.


Carrie White (Angela Bettis) é uma garota estranha vítima de bullying por todos os colegas do colégio e ainda possui uma mãe fanática religiosa Margaret White (Patricia Clarkson) que a oprime, já que considera tudo pecado e por isso protege bastante a filha. A vida de Carrie é complicada, até que ela decide investigar a causa de estranhos acontecimentos que ocorreram desde a sua infância de objetos se movendo sozinhos, quando na verdade ela possui um dom chamado Telecinese, que é a capacidade de mover e manipular objetos com a mente e isso faz com que ela entenda que foi a responsável por esses acontecimentos ocorridos quando era criança. 


Carietta White (Chloë Grace Moretz) sempre foi oprimida pela sua mãe, Margaret (Julianne Moore), uma fanática religiosa. Além dos maus tratos em casa, Carrie também sofre com o abuso dos colegas de escola, que nunca compreenderam sua aparência nem seu comportamento. Ridicularizada por todos, aos poucos ela descobre que possui estranhos poderes telecinéticos, que se manifestam com força total durante sua festa de formatura.


Tecnologia do Blogger.