google-site-verification=21d6hN1qv4Gg7Q1Cw4ScYzSz7jRaXi6w1uq24bgnPQc

SHELLEY WINTERS - 10 FILMES ESSENCIAIS


Vinda da "era de ouro" de Hollywood, a grande Shelley Winters começou sua respeitável carreira em "Não posso querer-te", no ano de 1943, dirigido por Alfred E. Green. Ela estudou no famoso Actors Studio, na época ainda dirigido por seu fundador Lee Strasberg. e logo foi para Hollywood, contratada pela Columbia Pictures. O reconhecimento como atriz de talento veio em 1951, através de sua atuação em Um lugar ao sol (A Place in the Sun), de George Stevens. Por este papel, recebeu sua primeira indicação ao Oscar na categoria de "Melhor Atriz". O primeiro Oscar veio por "O diário de Anne Frank" em 1960. E seis anos depois, veio mais um por "Quando só o coração vê".

Shelley Winters é a homenageada de hoje.

Boa sessão:


Lin MacAdam (Stewart) está procurando o assassino de seu pai, ele quer vingança, e também quer resgatar o magnífico rifle que seu pai possuía, o Wincherter ´73, enquanto continua sua jornada ele encontra diversos e estranhos personagens, incluindo um louco viajante (Dan Duryea), um enganador ladrão de armas (John McIntire), um selvagem chefe indígena (Rock Hudson) e o próprio irmão (Stephen McNally), um pistoleiro. Estrelando Shelley Winters como a mocinha que rouba a atenção de McAdam, e Tony Curtis em uma de suas primeiras aparições no cinema. Winchester '73 é um filme que conta a história dos homens e da arma que dominaram o oeste americano.


George Eastman (Montgomery Clift), um jovem ambicioso, vai trabalhar na fábrica de um rico tio. Ele acredita que esta oportunidade pode levá-lo a um futuro melhor, mas apesar de ter sido avisado para não se envolver com nenhuma funcionária, ele começa a se encontrar com Alice Tripp (Shelley Winters), uma humilde moça que trabalha na linha de montagem. Ele é finalmente introduzido na alta sociedade e se apaixona por Angela Vickers (Elizabeth Taylor), uma rica, bela e sofisticada jovem e é correspondido. Assim, decide se distanciar de Alice, mas a pobre funcionária não aceita esta situação com passividade, principalmente quando descobre que está grávida. Ele se conscientiza que a operária pode frustrar seus planos de ascensão social e assim surge a idéia de matá-la.


O filme é baseado no romance The Night of The Hunter (1953), de Davis Grubb, que, por sua vez, foi inspirado na história verídica de Harry Powers, criminoso responsável pela morte de duas viúvas e três crianças, e enforcado em 1932. No filme, o vilão sair da prisão e persegue uma família para encontrar o dinheiro que o pai, que conhecera na cadeia, havia guardado em lugar não revelado.


David Burke é um ex-policial que caiu em desgraça ao se recusar a cooperar com a polícia estadual na investigação de um crime. Ele tem um plano meticuloso de roubar um banco no interior e propõe ao ex-presidiário racista e violento Earl Slater uma sociedade para executar o crime. Eles precisam de um homem negro para se passar pelo mensageiro que todas as noites às vésperas do dia do pagamento leva lanches aos funcionários do banco que preparam os envelopes com o dinheiro. Burke recruta Johnny Ingram, um cantor de boate que está desesperado por dever dinheiro de jogatina ao gângster Bacco. Tanto Burke como Ingram se detestam mas aceitam participar do roubo pelo dinheiro. A falta de confiança e o ódio entre eles, contudo, ameaça o sucesso do plano.


Na Holanda ocupada pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial, o comerciante Kraler abriga duas famílias de judeus em seu sótão. A jovem Anne Frank mantém um diário da vida cotidiana dos Franks e dos Van Daans, narrando a ameaça nazista bem como a dinâmica familiar. Um romance com Peter Van Daan causa ciúmes entre Anne e sua irmã, Margot. Anos depois de as duas famílias terem sido capturadas, Otto Frank volta ao sótão e acha o diário de sua filha.


James Mason interpreta o professor Humbert Humbert, que aluga um quarto na casa de Charlotte (Shelley Winters), mãe de Lolita (Sue Lyon), de 15 anos. A senhora logo se apaixona pelo professor, mas ele só tem olhos para a ninfeta Lolita. Para ficar próximo da menina, Humbert chega a se casar com a mãe dela. Mas Charlotte um dia descobre sobre as intenções do marido; a história toma novo rumo, dando espaço a tragédia e a um romance entre padrasto e enteada.


Ainda criança, Selina (Elizabeth Hertman) ficou cega em um acidente provocado pela mãe Rose-Ann (Shelley Winters). Pelos treze anos seguintes, ela viveu entre as quatro paredes de um apartamento, em companhia somente do avô alcoólatra e da mãe, que se tornou uma mulher cada vez mais amarga. Um dia, ela conhece o escriturário Gordon (Sidney Poitier), sem perceber que ele é negro. Eles ficam amigos e passam a se encontrar todos os dias. Gordon, sabedor de suas limitações, tenta integrá-la ao mundo dos que os cerca. Aos poucos eles vão se tornando cada vez mais íntimos, mas a mãe da moça está convencida de que qualquer homem se interessaria pela filha apenas por sexo, e decide interferir no relacionamento.


Um grupo de sobreviventes que está em um salão de baile de um convés superior (mas que depois de virar, fica abaixo da linha d'água) tenta escapar da embarcação liderados pelo reverendo Frank Scott. Para isso, devem chegar à casa de máquinas que se localiza no casco do navio (que agora está acima da linha d'água), e durante o percurso acabam enfrentando muitos perigos no navio instável que pode afundar a qualquer momento.


Trelkovsky (Roman Polanski), um polonês que está vivendo na França, aluga um apartamento em um estranho e antigo edifício residencial, onde seus vizinhos, que na sua maioria são velhos reclusos, o observam com um misto de desprezo e suspeita. Ao descobrir que Stella (Isabelle Adjani), a última inquilina do apartamento, era uma mulher jovem e bela que cometera suicídio ao pular da janela, Trelkovsky gradativamente fica obcecado com a mulher morta. A obsessão e o clima do local, mesclado com o comportamento incomum dos vizinhos, faz Trelkovsky se convencer de que seus vizinhos planejam matá-lo.


Um modesto funcionário está próximo da aposentação. Decide ingressar na loja maçónica a que pertence o seu chefe para, deste modo, ganhar o seu respeito e conseguir que o seu filhoo venha a trabalhar no mesmo ministério que o dele. Porém, no mesmo dia que em que passa os exames de ingresso, o filho é abatido pelos disparos de um assaltante…


A Classicline lançou  "Quando só o coração vê", um dos ótimos filmes da lista acima. Veja detalhes da edição. E para comprar, só clicar no link. 

👉Informações:

Elenco: Sidney Poitier, Elizabeth Hartman, Shelley Winters
Direção: Guy Green
Produtor: Pandro S. Berman
Roteiro: Elizabeth Kata
Fotografia: Robert Burks
Direção de Arte: Rita Roland
Ano de produção: 1965
Pais de Produção: Estados Unidos
Formato de tela: Letterbox
Cor: P&B
Duração Aprox.: 105 min.
Idioma: Inglês , Português
Legendas: Português
Extras: Cartazes, Galeria de Fotos e Trailer. 




 
Tecnologia do Blogger.